Café com Fotos... A derradeira compilação dos meus maiores vícios. Obviamente o título deste blog não denota um sentido literal. Um bom cafezinho sempre fica mais gostoso acompanhado de um pão quentinho, como não sou bom Padeiro, prefiro mesmo é degustá-los, assim não correrei o risco de “queimar a rosca”.

Desta forma, como se costuma dizer que os olhos são “as janelas da alma”... Então, conto com vocês, amigos e possíveis leitores, para que juntos alimentemos nossos espíritos com reflexão e arte.

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Um mundo invisível


Uma vez eu conheci um garotinho que adorava ir às bancas de jornal após seu horário de aula. Ele ia sempre a fim de dar uma espiadinha nas novidades do dia, não nos jornais obviamente, mas nas revistas em quadrinhos, álbuns de figurinhas e revistas de ciências e curiosidades. Um certo dia ele comprou um livrinho sobre anfíbios ilustrado com fotos e ficou maravilhado com todas as cores e espécies de sapinhos e rãs que ele não conhecia, estava descobrindo um mundo novo. Seus olhos jamais haviam conhecido algo igual, sapinhos pretos com listras amarelas, sapinhos totalmente vermelhos e rãs que eram tão, ou mais coloridas que araras. A partir deste momento, ele passou a ter mais curiosidade sobre ciências e fotografias de animais. Em uma outra ocasião, lá estava eu na banca de jornais, quando o certo garotinho entrou a procura de mais livrinhos do gênero. Desta vez ele pegou um livrinho ilustrado com fotos de insetos voadores. Achei interessante, pois ele parecia estar "viajando" nas fotos das abelhas, principalmente aquelas que dava para ver os "pelinhos" das suas patinhas. Ele acariciava a superfície impressa do livrinho como se não acreditasse no que estava vendo, como se fosse real, e talvez naquele novo mundo que sua mente descobrira, estivesse mesmo tocando.

Aquele garotinho frequentador de bancas de jornais, cresceu, se tornou adolescente, e uma vez durante uma conversa ele me indagou "como será que aquelas fotos dos pelinhos das patinhas das abelhas são feitas"? Na época eu não tive como responder essa questão. Ficava me perguntando, e mesmo a curiosidade falando mais alto, eu não conseguia descobrir a resposta para tal questão.


E finalmente só por volta dos seus 18 anos ele encontrou a resposta, era algo chamado "Macro" e tinha alguma coisa relacionada com Fotografia, porém, ele ainda não sabia exatamente o que era. Dentre outras coisas, a sua constante pesquisa por fotos de natureza o fez se interessar por Fotografia e portanto, essa atividade tornou-se parte do seu cotidiano, algo que ele fazia por prazer. Procurou estudar o assunto e conhecer outras pessoas que também tivessem este interesse e logo, aprendeu o que era a macro fotografia e como praticá-la. Porém, algo ainda atrapalhava, a falta da objetiva correta para conseguir fotografar os pelos das perninhas das abelhas. Um dia porém, um colega do curso de fotografia o qual frequentava indicou a objetiva correta e salvando sua graninha ele conseguiu adiquirir a tal lente e realizou o seu sonho de fotografar os pelinhos das patinhas das abelhas, a partir daí abriram-se as portas de um mundo novo, de novas formas, cores e detalhes, um mundo vasto para ele investigar e se integrar.

Fotografia Macro, definitivamente sempre foi a minha maior paixão. Possivelmente aquele garotinho era alguém dentro de mim. Não lembro bem, talvez sim, talvez não. Precisaria voltar no tempo e penetrar naquele mundo, seja ele real ou não, para refletir onde está aquele garotinho, se eu o observava ou se eram apenas meus olhos. Uma certeza é que hoje quando me perguntam o que faço no meu tempo livre a resposta com certeza não é "vou a praia" o que seria mais natural, já que sou habitante de uma cidade costeira, Fortaleza no Ceará. A minha resposta é que prefiro ir a uma floresta, nos cantos escuros da casa e/ou no jardim da casa de meu pai procurar insetos pra fotografar.

Desde sempre tenho verdadeira paixão por este mundo que poucos conhecem, mas que possam vor a ter a oportunidade ao ver minhas fotos, pois o que me da mais prazer é ver a reação das pessoas e quando olham aquelas imagens e me dizem "ei cara, porque tu não vende tuas fotos pra National Geographic?". Bom, talvez algum dia eu tente dispor algumas delas, ou não. Na verdade, aproveito o meu tempo livre para praticar fotografia macro até porque é algo muito específico e nunca me foi solicitado que faça algo do tipo.

E afinal, o que vem a ser essa "Macrofotografia" J-Chaves?


Ok fotos tipo "Close-up", ou seja, fotos de detalhes no limite máximo do campo focal da lente. Normalmente são fotos de objetos e animais, é mais conhecida desta forma, porém, pode ser de um detalhe, ou de qualquer coisa que você desejar, podendo ser conseguida tanto com uma câmera compacta quanto com uma SLR, trocando em miúdos, tanto com câmeras amadoras quanto com profissionais.

Não tenho a pretenção de dar um curso sobre Fotos Macro aqui, pois seria muito pouco didático, o texto ficaria longo e sacal, mas se alguém quiser podemos marcar para fazer fotos deste tipo, me coloco a vossa disposição caros amigos, até porque é algo que faço com muito prazer, e fotografar com colegas é sempre mais produtivo e engrandecedor.

Outros aspectos pontuais importantes de saber sobre o assunto, é que essas fotos podem ser conseguidas no que poderíamos chamar de tamanho normal e/ou super ampliado, depende do equipamento e da técnica que você usar. Existem lentes especializadas e técnicas como a inversão de lentes que seria uma maneira mais artesanal de conseguir tais imagens. Elas podem ser alcançadas também com lentes do tipo fole ou até com as chamadas lentes close-ups. Algo que eu não sabia antes. Isso mostra que não é necessário um investimento muito alto para conseguir imagens bacanas. Os meus investimentos têm apenas um motivo, eu sempre busco uma qualidade máxima do meu trabalho e por isso esse investimento é necessário.

De qualquer maneira, o principal conselho que eu dou para se conseguir uma boa foto macro, é que se use com inteligência o Flash. "O Flaaash? Detesto o Flash J-Chaves!"
Pois é, mas neste caso, ele se torna indispensável, pois a iluminação de pontos tão pequenos é muito difícil.

No mais, para aqueles que tem o mesmo sonho que eu, que adorariam entrar de cabeça nesse mundo novo, eu desejo muito boa sorte e estarei esperando a visita de vocês. Já fiz meu quartinho alí no condomínio Pirulito Amarelo das formigas vermelhas, e elas são ótimas anfitriãs. Uma coisa eu garanto, num churrasco oferecido por formigas, comida é o que não faltará!

Mais uma vez eu agradeço aos leitores e amigos que dão seu tempo a leitura dos meus devaneios.
Logo abaixo algumas outras fotos macros feitas por mim .

J-Chaves.


9 comentários:

Isabela Manso disse...

É a primeira vez que passo por aqui e me sinto bem em ver o que vi. Aos poucos começo a ter mais contanto com seu trabalho e fico feliz em ter contato com uma pessoa tão talentosa. Continue mandando a ver que a partir de hoje vou virar frequentadora deste blog .

Bjão

Wânyffer e Aline disse...

Então foi assim q td começou?
O menininho ainda é vc e ele se deixa transparecer nas fotos maravilhosas q vc tira. Ainda lembro q a foto da aranha veio pra mim com o nome "P/ Wan". Pra mim, ou n.. brigada.

=**********

Danielle Machado disse...

OI, Bem liga grand eparte do q escreveu e adorei, suas fotografias estão perfeitas.óimos macros...

Anônimo disse...

Oooi

Eu sempre me impressionei com fotos assim também, ficava imaginando como eram feitas e tudo... Nunca gostei muito de insetos, mas vê-los em cada detalhe dá até a impressão de que são como os seres humanos e que têm sentimentos, enfim devaneios meus não é?!

;****

ps.: Sou eu a Bah x)

Ana disse...

Aquele garotinho cresceu e se tornou um ótimo profissional!! =P
Adorei seu blog... vc nao é mais um daqueles blogueiro chatos... nao conhecia sobre esse mundo chamado "MACRO"... agora ja sei onde entrar quando quiser saber um pouco mais sobre fotografia!!! Bjao!!

Évi. disse...

Mansh, é nojento, marré legal quissó.

Povo fica aí falando bonito, nam. hehe Cabaram já dizendo o que tinha pra dizer.

=***

renata gauche disse...

que venha muito mais mundinhos minúsculos através desse grande olhar fotográfico. :)

Renata Lima disse...

O menino dos insetos!! AUhauahuah Cê sabe que você é muito mais do que um aficcionado em insetos, você é um ótimo profissional e eu morro de inveja de vc kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bjjokas Jotaaaaaaaaaaaaaa =****

vinícius breves disse...

nossa, vi outro jota chaves nesse texto. alguém que quer a companhia de amigos e colegas pra fotografar definitivamente não é o jota chaves queu conhecia.

você sabe queu vou cobrar de ti isso, né? HAHAHAHAHAHAHA... :B

abração cara :*